Por onde andam as emoções

Por onde andam as emoções

Lanças nos perfuram o tempo todo!... Não choramos, não gritamos, não demonstramos a dor... A verdade é que não temos tempo para coisas que consideramos supérfluas. Somos tais quais astronautas de mármore. Viajamos apenas em nós!... As emoções não são nossas. São visitas inesperadas as quais, aprendemos a bater a porta na cara... a solidão do nosso ego é algo caro que não pretendemos desperdiçar.
Estamos construindo um universo onde não precisaremos trabalhar. As máquinas farão todo o serviço!... Este poderia ser o nosso presente e futuro se não houvesse, uma minoria de seres capazes de rir e chorar.

Carlos Conrado

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.